Periodicidade: Diária - Director: Armando Alves - 19/04/2019.
 
 
IMAGENS E CRÓNICA DA DESPEDIDA DE DAVID ANTUNES
IMAGENS E CRÓNICA DA DESPEDIDA DE DAVID ANTUNES
01 de Abril de 2019


A presente obra está protegida ao abrigo do Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos.
A utilização não autorizada pode configurar a prática de um crime de usurpação ou contrafação (arto.s 195o e
196o do CDADC) para além de incorrer em irresponsabilidade civil conducente a um pedido de
indemnização.
© 2018, Armando Alves



Pena o espectáculo ter terminado a meio devido ao temporal

O Forcadilhas esteve presente no passado domingo, 31 de março na centenária Praça de Touros Palha Blanco, no festival da despedida de David Antunes.

Em praça estiveram presentes os cavaleiros Luis Rouxinol, Marcos Bastinhas e Luis Rouxinol Jr.. Na lide apeada estiveram os matadores Victor Mendes, Manuel Escribano e Manuel Dias Gomes, estando as pegas a cargo do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira. Os novilhos eram de diversas ganadarias.

A Palha Blanco recebeu ¾ de público, as bancadas estavam bem compostos, onde mais uma vez se prova que a tauromaquia ainda está de pé e tem pernas para continuar.

Para abrir o festival entrou em praça o cavaleiro Luis Rouxinol, que brindou a sua lide junto de Marcos Bastinhas e David Antunes, gerando ali um momento de grande emotividade.

Foram visiveis as lagrimas de Luis após o binde de sua lide.

O cavaleiro de Pegões mostrou-nos a sua arte frente a um novilho do Eng. Luis Rocha com 350kg, Luis cravou dois ferros compridos de boa nota, nos curtos esteve igualmente bem e rematou a sua lide com um ferro de palmo. Durante a lide mostrou bom toureio que é. Pelos forcados foi cara o jovem Diogo Conde que brindou a sua pega a David Antunes, a pega foi consumada ao primeiro intento com o grupo a ajudar bem.

Para o segundo novilho, entrou Marcos Bastinhas que do centro da Palha Blanco brindou ao seu pai Joaquim Bastinhas. Um momento a que ninguém ficou indiferente aplaudindo-o de pé numa intensa ovação. Marcos iniciou a sua lide esperando o seu oponente à porta dos curros, um novilho da Casa Prudêncio com 390kg de boa apresentação. Nos compridos fez uma boa cravagem, optando depois por trocar de montada por um cavalo preto para a cravagem dos curtos, onde mostrou raça, Toureio, e ambição!

Para terminar a sua lide e com o “ferro da casa” não poderia faltar o par de bandarilhas saltando depois da sua montada na arena agradecendo ao público da Palha Blanco e ao céu! Pelas ramagens foi cara Guilherme Dotti que brindou a Marcos a sua pega, sendo a mesma consumada ao terceiro intento com o grupo a ser coeso a ajudar, depois das duas primeiras tentativas o novilho ter dado umas investidas fortes e duras sacudindo o forcado para fora da cara sem o grupo nada poder fazer.

Deram a volta o cavaleiro e forcado, sendo que no fim Marcos Bastinhas voltou ao centro da arena com grande ovação e o público a aplaudir de pé rendendo-se a si e ao saudoso Mestre Joaquim Bastinhas.

O jovem cavaleiro Luis Rouxinol Jr. brindou a sua lide a David Antunes, tomando depois a valentia e coragem fazendo uma porta gaiola ao novilho de Canas Vigouroux com 440kg, Luis soube aguentar a investida fazendo uma boa cravagem, o novilho depois da primeira cravagem, apresentou algumas dificuldades no movimento, optando o diretor de corrida por o substituir pelo sobrero que seria da Ganadaria Nuno Casquinha.

Uma vez o novilho recolhido aos curros, deu-se inicio à entrega de lembranças a todos os intervenientes do festival.

Na segunda parte e já com o tempo a ameaçar com algumas pingas e vindo depois a começar a chover sem parar, abriu arena o toureio apeado com o Maestro Victor Mendes, frente a um Falé Filipe com 355kg, de pelagem jabonera.

Boa nota no capote, humilhando bem, no tercio de bandarilhas boa cravagem, o Maestro brindou a sua lide a David Antunes, iniciando assim o tercio de muleta com a maestria que já nos tem habituado.

Infelizmente a chuva acompanhada de trovoada não deu tréguas, e apos meia hora de espera numa tentativa que o S.Pedro desse uma aberta, o diretor de corrida juntamente o todos os intervenientes deu o espetáculo por terminado.

Coincidências ou não... a emoção que se viveu na Palha Blanco com os emotivos e sentidos brindes à memória do Mestre Joaquim Bastinhas, o céu também chorou...

Crónica: JOÃO CARVALHO

Fotos: MÓNICA SANTA BARBARA