Periodicidade: Diária - Director: Armando Alves - 25/06/2019.
 
 
IMAGENS E CRÓNICA DA ENCERRONA DE JOÃO RIBEIRO TELLES
IMAGENS E CRÓNICA DA ENCERRONA DE JOÃO RIBEIRO TELLES
03 de Junho de 2019


A presente obra está protegida ao abrigo do Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos.
A utilização não autorizada pode configurar a prática de um crime de usurpação ou contrafação (arto.s 195o e
196o do CDADC) para além de incorrer em irresponsabilidade civil conducente a um pedido de
indemnização.
© 2018, Armando Alves



Boa tarde de toiros em Coruche

Coruche - 2 junho - 3/4 de casa.

1 toiro- palha 540 kg - brinde ao público.

Saiu com o Aveiro (Irmãos Malafaia).

Touro que saiu com imponência à praça, mas que cedo se revelou interessado na trincheira e plateia esquecendo um pouco o cavalo investindo, mas sem carregar.

Ao trocar de cavalo, João Ribeiro Telles deparou-se com investidas mais prontas, mas um pouco incertas, o que levou a um toque na sua montada.

Uma lide apelativa, com momentos de alta nota.

1 pega - Montemor - João da Câmara.

Ao primeiro intento João da Câmara esteve sério e conhecedor da sua arte. Citou, recebeu o touro e aguentou bruscos derrotes e fugas do oponente ao restante grupo. Valente esta primeira pega.

2 touro - Maria Guiomar Cortes Moura - 610kg - brinde ao Sr. Presidente da Câmara de Coruche.

Saída com pata do hastado da conceituada ganadaria, seguindo o cavalo de forma consistente. Foram cravados dois compridos. seguiu-se a cravagem com o “Grave” Equador cujos ladeares e batidas não deixam ninguém indiferente! Um primeiro curto de boa nota com o cavalo a arrancar direito ao touro, parar e cambiar na cara do mesmo. Em resposta ao agrado do público “Ginja” repetiu a dose e cravou com mestria e a resposta foi o conceder música à sua atuação por parte do diretor de corrida.

O touro correspondeu, apesar do seu peso que normalmente traz desvantagens à resposta do mesmo durante as lides.

A citar de curto o ginete da torrinha empolgou o público, levou um toque já mais marcado, mas sem consequências. Trocou de montada para selar a sua segunda lide com duas rosas. Seguidamente cravou um palmo e terminou com um muletazo (agradando a uns e deixando outros a questionarem-se qual a necessidade de tal).

2 pega - Coruche - João Ferreira Prates - brindou ao grupo de Montemor.

Pega à segunda tentativa com o forcado a aguentar-se na cara do touro com raça.

3 touro - grave 500 kg - brindou à família.

João recebeu um touro com ganas de a pedir contas, dando uma volta à praça a galope e com o touro a cortar terreno.

Com o Guardiola chegou ao público com ferros emotivos denotando também uma enorme cumplicidade cavalo/toureiro.

Num gesto de enorme respeito pelos que o acompanharam na sua carreira, saiu à arena com um dos marcos dos cavalos toureiros o “Ojeda” de ferro Rio Frio, cravou um curto e apegou-se deixando a sua montada entrar no páteo de quadrilhas algo que até à data não era comum na família Ribeiro Telles.

3 pega - Montemor – Vasco Ponce.

Pega à primeira tentativa brindada a João Ribeiro Telles Júnior. Sem dificuldades de maior com o touro a dar uma voltareta com o forcado agarrado a si.

4 touro- Vale Sorraia- 545.

Um primeiro ferro um pouco pescado. Mas foi ao recolher páteo de quadrilhas que tudo mudou! Saiu acompanhado de seu tio António e de seu primo Manuel e foram protagonistas de um momento excepcional e marcante para todos os que estavam presentes! Com adornos e cravagens seguidas frente a um touro da casa.

Sem dúvida alguma o momento alto da tarde onde, uma vez mais, a família Ribeiro Telles demonstrou que o que é nacional é bom não carecendo de “estrangeirismos” nem “malabarismos! Um enorme BEM HAJA a esta família toureira!

Ferros de destaque e terminou com mais um pormenor, João agarrou o chapéu de seu pai e “cravou-o” no touro.

4a pega- Coruche - Fábio Casinhas.

O jovem de Coruche firmou-se na cara do touro e concluiu à primeira tentativa, tendo um touro não muito complicado.

5 touro- Passanha -580 kg.

Frente a um Passanha bem apresentado, esteve correto. Deu nas vistas com o “histórico” cravando um violino que chamou a atenção ao público. Cravou duas rosas e terminou a sua quinta prestação com dois violinos que substituíram o par de bandarilhas inicialmente pensado.

5 pega - Montemor - Francisco Borges.

Brindou à família do grupo de forcados amadores de Montemor.

À primeira tentativa sem dificuldades, Francisco encerrou a prestação do grupo de Montemor nesta tarde de calor ribatejano.

6 toiro- David Ribeiro Telles - 605 kg.

Lusco Fusco foi o cavalo escolhido para abrir a sua última lide da encerrona enfrentando um toiro da casa do ferro “David Ribeiro Telles” cravando 2 compridos.

Seguiu-se o “ilusionista” dando uma volta à praça trazendo o toiro no seu encalce tendo depois cravado ferros de boa nota e que agradaram ao público que pediu por mais... e João deu mais!!! Um ferro de praça a praça e no momento da reunião com um câmbio de cortar a respiração! OLÉ!

6a pega - Coruche - António Tomás brindou à empresa.

A encerrar a tarde, esteve António Tomás que ficou na córnea à primeira com muita raça frente a um toiro que empurrava.

Terminou assim uma tarde com muito calor, mas que deixou o “bichinho” para ver o desenvolvimento de todos os intervenientes nesta encerrona.

Crónica: MARTA PENEDO

Fotos: MÓNICA SANTA BÁRBARA