Periodicidade: Diária - Director: Armando Alves - 12/06/2021.
 
 
À CONVERSA COM A AFICIONADA ROSA ALMAS
À CONVERSA COM A AFICIONADA ROSA ALMAS
22 de Fevereiro de 2014

O Forcadilhas e Toiros foi até Reguengos de Monsaraz entrevistar a aficionada Rosa Almas

A aficionada Rosa Almas, de 43 anos, natural de Reguengos de Monsaraz, foi a entrevistada desta semana. Fomos conhecer um pouco da sua vida bem como as suas ambições.

Aqui fica o registo da nossa conversa.

FT - Diz ser uma aficionada das corridas de touros. Porquê?

RA - Porque na minha família todos somos aficionados. Desde criança que o meu pai e os meus irmãos me levavam a ver as corridas de touros, as garraiadas, que se faziam nas festas na aldeia. Por isso é que adquiri o gosto pela festa brava e por tudo o que a rodeia.

FT - Como e quando nasceu o gosto pelos touros?

RA - Desde pequena que sempre me habituei a ver os touros na planicie alentejana, em plena liberdade. Acho que é um animal nobre, lindo, feliz, imponente, que impõe respeito em liberdade e dentro da praça. Gosto bastante do mano a mano entre um touro e o forcado.

FT - Vê muitas corridas por ano? Apenas na zona onde vive ou desloca-se pelo país?

RA - Sim, vejo bastantes corridas durante o ano. Sempre que tenho oportunidade desloco-me pelo país para ver corridas, também vejo tentas, garraiadas e treinos de forcados.

FT - A que tipo de corridas gosta de assistir?

RA - Gosto de assistir a todo o tipo de corridas, sejam elas a cavalo ou a pé.

FT - De que forma participa ou se integra na tauromaquia? Apenas como espectadora ou tem outros objectivos?

RA - Até agora tenho participado sempre como espectadora e aficionada, mas tenciono ajudar um grupo de forcados, bem como lançar-me na confecção de bolos “artísticos” retractando diversos temas, incluindo taurinos.

FT - Tencionando ajudar um grupo de forcados, qual será?

RA - Tenciono patrocinar o grupo de forcados amadores de Riachos.

FT - Como o tenciona fazer?

RA - Ajudando no que eles precisarem, nomeadamente estabelecendo contactos para que peguem no maior número possível de corridas.

FT - Já tem alguma corrida contratada?

RA - Neste momento, ainda não tenho nada certo, mas vão havendo contactos.

FT - Quais os seus hobbies para além da tauromaquia?

RA - Adoro passear e pescar, desfrutar do campo, do mar bem como da cidade. Neste momento, também me dedico ao meu negócio de confecção e distribuição de bolos denominado “O Cantinho da Piquena”, participando em workshops, que me permitem aprender as novas técnicas de moldagem para confeccionar os diversos temas que me surgem nas encomendas.

FT - Como é que ainda lhe sobra tempo para a tauromaquia?

RA - Arranjo sempre tempo para a tauromaquia, que é a minha grande paixão, até porque tento não colidir as horas de confecção e distribuição dos bolos com as minhas horas de diversão.

FT - Tem algum motivo em especial que goste de reproduzir nos bolos?

RA - Sim tenho, adoro reproduzir nos meus bolos as imagens dos forcados, dos cavaleiros, enfim de tudo o que seja relacionado com a festa brava. No entanto, não me nego a fazer motivo nenhum e todos são especiais e bonitos para mim.

FT - Tem alguma loja?

RA - Por enquanto não, recebo as encomendas e faço a venda ambulante. No entanto, já tenho alguns espaços comerciais em vista que se adequam ao que tenho planeado. Veremos para quando a abertura da mesma.

FT - Como é feita a distribuição dos bolos?

RA - Como já disse anteriormente, a distribuição dos bolos é feita através de uma carrinha própria para esse fim, que vai fazer a entrega aos estabelecimentos comerciais e a casa dos clientes.

FT - Já fez algum bolo para alguém ligado á tauromaquia?

RA - Sim. Fiz um bolo para o grupo de forcados amadores de Riachos e também já fiz alguns bolos, com motivos tauromáquicos, para aficionados.

FT - Como é que os clientes/interessados a podem contactar?

RA - Enquanto não temos a loja aberta, podem contactar-nos através dos números mencionados em publicidade, folhetos e cartões, que são distribuídos em diversos sítios aqui pelo Alentejo. Estes contactos são:

“O Cantinho da Piquena”

Tânia Almas: 961018076

Rosa Almas: 960352875

Ricardo Almas: 969812278

FT - Quem é a Rosa Maria Jesus Almas?

RA - Sou uma mulher determinada, ambiciono um dia ser empresária, sou amiga do meu amigo, respeitadora, leal e trabalhadora.

NUMA PALAVRA:

A melhor lide que viu? Para mim, são todas boas lides desde que dêem espectáculo.

Um cavaleiro(a)?   Não vou especificar nenhum, porque gosto de os ver tourear a todos (as), desde que façam boas lides em praça e cumpram com a sua obrigação.                   

Uma ganadaria? Murteira Grave e Palha.

Um forcado? Não vou apontar nenhum, gosto do desempenho de todos pela sua valentia e coragem.

Um toureiro? Vítor Mendes, Pedrito de Portugal e Ricardo Chibanga

Um bandarilheiro? António Telles Bastos.

Uma praça? Arena de Évora.

Um cavalo? O cavalo que mais gosto é o Alecrim, do cavaleiro Diego Ventura.                       

Um colega? Os meus filhos.

Um clube? Benfica.                      

Um jogador? Eusébio.                             

Gosta de filmes? Sim, terror, acção e séries.

Um destino de férias? Paris.

Um país? Portugal .                     

Uma cidade? Lisboa.

Praia ou campo? Campo.

Comida favorita?   Cozido à portuguesa.                   

Um sonho? Ser feliz.

 

Uma palavra/sugestão para o forcadilhas e toiros.

Interessante.

Acho o site Forcadilhas e Toiros interessante e espero que tenham muito sucesso, pois é um site que nos mantém sempre informados no que diz respeito ao mundo da tauromaquia, nomeadamente sobre as datas das touradas e tudo o que diz respeito aos intervenientes na festa brava.

 

Autor da entrevista: ARMANDO ALVES