Periodicidade: Diária - Director: Armando Alves - 19/04/2019.
 
 
TREINO DOS FORCADOS DO CARTAXO
TREINO DOS FORCADOS DO CARTAXO
10 de Fevereiro de 2019

Imagens e entrevista

No passado sábado, o Forcadilhas e Toiros esteve presente no primeiro treino da época do Grupo de Forcados Amadores do Cartaxo, que se realizou na Ganadaria Gregório Oliveira.

Neste treino recolhemos algumas declarações do cabo Bernardo Campino.

FT: Quais as expectativas para a temporada que se aproxima?

BC: É uma temporada que o grupo procura consolidar o nível que habituou os aficionados na época anterior e trabalhar para que continuemos a ser um grupo crescente como já é nossa essência. Sempre com a aspiração de poder pertencer a cartéis de exaltação em praças que ambicionamos e poder dar a alegria a todos os familiares, amigos e aficionados do nosso grupo de ver-nos atuar.

FT: Qual a sua opinião quanto ao futuro da tauromaquia?

BC: Penso que a tauromaquia atravessa um período de adaptação a evolução na população. Hoje em dia há muita oferta e no caso das crianças, que são o futuro, crescem demasiado no meio da tecnologia, mesmo nos meios pequenos, nunca chegando a ter contacto com a natureza diretamente. E é desse contacto que nasce a paixão pelo toiro bravo, pelo cavalo, pela essência que é uma corrida de toiros. Cabe a todos nós, taurinos e aficionados, preservar e difundir o que nos foi transmitido para que as novas gerações possam desfrutar da nossa festa. Hoje em dia uma das formas que melhor podemos preservar o que é nosso, passa por unir-nos em tudo o que seja em prol da nossa tauromaquia e investir nos meios disponíveis da nova tecnologia para revelar aos mais distraídos o que nos move. Essa forma de estar tem sido um lema do grupo do Cartaxo, criando novos aficionados!

FT: O grupo do Cartaxo vai participar no dia da tauromaquia?

BC: Foi-nos proposto pela direção da Associação Nacional de Grupos de Forcados, a convite da ProToiro, que congratulamos por todo o trabalho desenvolvido, a participar numa seleção de cabos das diferentes ramagens portuguesas para comemorar o dia da tauromaquia e onde a ramagem Cartaxeira terá muito gosto em participar com a nostalgia que é pertencer diretamente à comemoração de um dia tão nosso.

FT: Qual a sua opinião quanto ao treino de hoje?

BC: Sobre o treino de hoje, tenho de deixar desde já o agradecimento a toda a Família Gregório Oliveira pela amizade com que todos os anos nos recebem em sua casa que também já sentimos como se fosse a nossa. Como já é hábito, foi um treino ótimo onde destaco a qualidade das reses que tivemos pela frente que permitiram a todos os novos elementos do grupo adquirir bases práticas para o futuro, os elementos mais recentes evoluírem a sua técnica, e mostrarem que querem conquistar o seu lugar no futuro do grupo, bem como aos mais experientes relembrarem-na.

FT: Defina numa palavra o que é ser forcado.

BC:  Humilde!

Entrevista e fotos: ANA DIREITO